Procura por programadores cresce mas empresas não conseguem reter profissionais, diz pesquisa

Segundo levantamento da Catho, procura por Web Developer, Programador ADVPL, C#, JavaScript e Python aumentou durante pandemia

O home office trouxe consigo uma demanda altíssima por melhora de processos tecnológicos nas empresas. Ao mesmo tempo, as pessoas ficaram muito mais dependentes de serviços online para se divertir, se alimentar, estudar e muito mais. Toda essa necessidade é suprida por um profissional intrínseco ao meio tecnológico: os programadores.

De acordo com levantamento feito pela Catho, a abertura de vagas para cargos como Programador ADVPL, C#, Web Developer, Programador JavaScript e de Python apresentaram crescimento de 157%, 144%, 107%, 36% e 17%, respectivamente, entre março e agosto de 2020, ante o mesmo período do ano passado.

Demandados por diversos segmentos antes mesmo do isolamento social, os programadores são profissionais-chave no processo de digitalização das empresas que possuem o desafio de atrair e reter esses talentos. “Com a ampla oferta de mercado, o programador tem muitas opções e o que define a escolha da empresa onde irá trabalhar é o grau de aderência de seus valores ao propósito da empresa, aliado a um ambiente de trabalho flexível, com metodologia ágil que promova o desenvolvimento dos profissionais, bem como uma liderança que seja referência”, explica a diretora de gente e gestão da Catho, Patricia Suzuki.

Segundo ela, diante desse contexto, as corporações são desafiadas a promover processos de contratação diferenciados. “Todas as etapas do processo são muito importantes, desde o anúncio da vaga ao processo de seleção dos candidatos, a fim de promover mais elementos para a escolha assertiva do profissional e da empresa”, completa.

Conheça algumas práticas que costumam ser efetivas para a contratação e retenção de profissionais programadores

Descrição das vagas

Primeiro contato do profissional com a empresa, a descrição da vagas é fundamental para atração dos profissionais de tecnologia. É importante que o anúncio seja coerente e que traga informações como senioridade, tecnologias que o desenvolvedor precisa conhecer e que irá atuar, o desafio que o cargo possui, possíveis problemas que ele irá ajudar a resolver, além de mais detalhes sobre a cultura da empresa.

Processo seletivo

O ideal é que a dinâmica de recrutamento seja curta e ágil, com etapas claras desde o começo. O programador precisa saber qual objetivo de cada estágio e como será feita sua avaliação. Ao longo do processo, procure manter uma comunicação constante com o candidato por canais que facilitem esse contato, como aplicativos de mensagens instantânea. Isso aumenta o engajamento do candidato com o processo de seleção e garante a transparência.

Apresentação da cultura

Como principal porta-voz da empresa, o recrutador deve ter consistência ao falar da cultura organizacional da companhia, principalmente ao ressaltar as qualidades de inovação e os desafios a serem enfrentados para tangibilizar ainda mais o que o profissional irá encontrar. Também é neste momento que tanto o recrutador quanto o candidato poderão avaliar a compatibilidade entre a empresa e programador

Ambiente colaborativo e inovador

O profissional prima por empresas que tenham inovação e que possibilitem a colaboração entre equipes. Assim como sua área de atuação, o tradicional não é atrativo, por isso, além de um ambiente para descompressão, é importante estimular trocas entre colaboradores e dar ao desenvolvedor a possibilidade de testar o novo

Programadores costumam se identificar com empresas que propiciam sua capacitação contínua, já que a área da tecnologia se atualiza constantemente. Oferecer cursos, treinamentos internos, hackathons ou outras maneiras de capacitação podem ser cruciais para a retenção de talentos que desejam ter suas carreiras em desenvolvimento.

fonte: https://administradores.com.br/noticias/procura-por-programadores-cresce-mas-empresas-nao-conseguem-reter-os-profissionais-diz-pesquisa